O que Ayrton Senna e a Fórmula 1 podem ensinar para a Segurança Eletrônica


por Emir Pinho em Artigos / 28 de dezembro de 2014

Em 2014 homenageamos a passagem de 20 anos desde o falecimento do ídolo brasileiro Ayrton Senna da Silva. O desportista que provou que não somos apenas o “país do futebol”!

Foi um ano de muitas homenagens em que suas imagens foram divulgadas repetidamente, apontando-o como um dos maiores símbolos de determinação e de vitórias. E ele realmente foi um vencedor em seus 34 anos de vida.

Senna conquistou inúmeras vitórias em vida e também depois dela, afinal de contas sua postura, seu desejo por vencer, sua técnica em superar os obstáculos e suas atitudes positivas tornaram-se molas propulsoras para todos os empreendedores e profissionais que buscam se destacar em suas atividades pessoais e profissionais.

Ídolo da Fórmula 1, três vezes campeão mundial, (1988, 1990 e 1991). Foi também vice-campeão no controverso campeonato de 1989 e em 1993, Ayrton ainda hoje é o melhor exemplo de como um homem pode superar seus competidores, situações adversas e, principalmente, superar ele mesmo e suas crenças limitadoras!

ayrton_senna20anos

Ayrton era um abnegado “trabalhador” do automobilismo e da velocidade. Sua vida foi voltada para alcançar os melhores resultados e se tornar um piloto de alto desempenho, muitas vezes superando a própria máquina e a tecnologia de ponta. Tinha plena consciência de que a tecnologia da F1 avançava em passos largos e por isso mesmo, não hesitava em se preparar cada vez mais para se utilizar e aproveitar os benefícios que esse avanço proporcionava. Durante sua trajetória no circuito das máquinas extraordinárias, Senna foi o melhor exemplo da integração do homem com os sistemas, com as máquinas e com as tecnologias.

Seus resultados dentro e fora das pista servem para confirmar que para vencer é necessário planejar, traçar metas, planos de ações, treinar incansavelmente, ser persistente e fortalecer seu poder de resiliência e determinação.

Mais que isso, Ayrton nos mostrou que o Alto Desempenho é resultante de ações em equipe e de pessoas altamente preparadas, que tomam decisões audaciosas em momentos de crise, por mais improvável que pareçam ser. Ou seja, não espere que pessoas (e empresas) medíocres alcancem resultados de Alto Desempenho, pois esse não é o tipo de corrida que glorifica os “menos piores”!

The-best-top-desktop-formula-1-wallpapers-6

Fazendo uma analogia entre a Fórmula 1 e o mercado de segurança eletrônica, acabei encontrando uma série de semelhanças e peculiaridades que aproximam muito os dois mundos distintos:

  1. Na F1 Todos desejam o troféu e o lugar mais alto no pódium.
    O mesmo ocorre no segmento da segurança eletrônica, onde todas empresas desejam vencer!
  2. Mercado altamente competitivo, com o surgimento várias equipes o tempo todo.
    No mercado da segurança eletrônica sempre surgem novas empresas, que podem ser mais e menos qualificadas que a sua.
  3. Tecnologia e pilotos dividem o mesmo espaço, onde só os Campeões se destacam.
    No segmento de segurança poucos profissionais e empresas são verdadeiramente preparados para se tornarem campeões. Muitos ainda acreditam que se pode “ganhar campeonatos” sem treinar e trabalhar com afinco.
  4. Carência de capital humano capacitado e qualificado.
    No nosso mercado, costumo dizer que profissionais “qualificados” são aqueles que estão dispostos a trabalhar, capacitá-los exige investimentos para aprimorá-los e torna-los diamantes da empresa!
  5. Quase total ausência de mão de obra especializada.
    Especialistas são como moscas albinas vesgas, ou seja, ninguém sabe onde encontrar. No nosso segmento isso é cada vez mais constante. A boa notícia é que temos condições para criar e preparar especialistas!
  6. Alto índice de rotatividade do capital humano. Com o encerramento e criação de novas equipes, é bastante comum a migração de profissionais de uma para outra;
    Outra semelhança gigantesca entre as duas realidades, já que é muito recorrente que os melhores colaboradores mudem de empresas em busca de melhores condições profissionais, já que poucas empresas criam ações e projetos de retenção de talentos. Em tempo: nem todas as mudanças profissionais se baseiam apenas em salário!
  7. Tarefas precisam ser executadas em momentos de extremo stress. Como o tempo é exíguo, as decisões individuais e coletivas precisam ser rápidas, eficientes e eficazes;
    Assim como na Fórmula 1, na segurança eletrônica as situações exigem que decisões e atitudes sejam tomadas de forma rápida e sempre levando em consideração a satisfação e a segurança de clientes e usuários, afinal de contas, no nosso segmento o mais importante é a felicidade das pessoas.
  8. Falhas impedem vitórias. As equipes vencedoras contratam os melhores e erram menos na execução de suas atividades dentro e fora da pista;
    Esse é o desejo das empresas de nosso setor, que estão evoluindo bastante na questão de contratação de colaboradores. Ainda precisam melhorar bastante, mas os atuais gestores tem se dado conta de que não adianta contratar volume, mas sim integrar profissionais que façam a diferença em suas equipes.
  9. Tecnologias que se atualizam periodicamente. Quem continuar pensando como na temporada anterior, perde potência larga atrás!
    Na segurança eletrônica a evolução de tecnologias e de serviços estão diretamente ligados aos resultados e às rentabilidades. Tanto que as empresas de vigilância que ainda atuavam baseadas apenas em serviços humanos já estão investindo muito na criação e na integração de sistemas convergentes.
  10. Necessidade de treinamento contínuo e permanente. Os resultados de alto desempenham são atingidos apenas por profissionais que se aprimoram cada vez mais através de treinamentos;
    Essa é uma das principais questões que assemelham profissionais de sucesso, empresas de sucesso e equipes de sucesso: Treinar, treinar e treinar é a fórmula para criar experiências e diminuir as possibilidades de falhas que sabotem os resultados.
  11. Traçar estratégias diferentes para cada momento e conforme a situação, levando em consideração todos os fatores que podem interferir nos resultados;
    Assim como na Fórmula 1, nas empresas de segurança eletrônica, cada evento, cada disparo e cada missão deve ser tratada rapidamente e de forma eficiente. Vidas e patrimônios dependem da melhor estratégia e da melhor forma de coloca-las em prática!
  12. Orçamentos que se reduzem ano após ano, o que exige gestão e estratégias inovadoras.
    A pauta anual de todas as equipes, assim como nas empresas, trata da obtenção dos melhores resultados, do desenvolvimento dos melhores projetos com a aplicação de orçamentos enxutos, inteligentes, ajustados e sensatos, discutidos e decidindo exaustivamente com investidores, colaboradores e fornecedores. Por isso que antes de arriscar na base do “achismo”, as empresas inteligentes tem recorrido às experiências e expertises de Consultores para auxiliar no desenvolvimento de seus planejamentos e execução de seus planos de ações.

 

Enfim, diante das curvas, das retas, dos boxes e das corridas do circuito empresarial, o segmento da segurança eletrônica precisa se embasar em muitas questões, que vão além da escolha do pneu, do combustível e do motor. Bons pilotos e boas equipes são fundamentais para guiar suas máquinas maravilhosas! Ótimos gestores de equipes são necessários para levar as equipes durante o campeonato…e estratégias inteligentes são essenciais para apontar o caminho e as alternativas para se chegar até a bandeira quadriculada e ao caneco para estourar a champagne no pódium.

Para ajudar nessas tarefas estamos no box com vocês! Basta chamar!!

Imagens-em-png-Queroimagem.com (267)

E lembrem-se do que Senna falou:

“Não sei dirigir de outra maneira que não seja arriscada. Quando tiver de ultrapassar vou ultrapassar mesmo. Cada piloto tem o seu limite. O meu é um pouco acima do dos outros.”

Desejo boas corridas para todos em 2015!

Um forte abraço do Emir Pinho…do Brasil!

epalest@emirpinho – Fone/Whatsapp: 5199673306

[email protected]


Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *