Vai Thiago!


por Emir Pinho em Artigos / 17 de agosto de 2016

Nos últimos dias, temos presenciado uma série de exemplos ocorridos nos Jogos Olímpicos do Brasil, e que devem servir de ensinamentos para nossas atividades profissionais e de vida.

São situações que aconteceram dentro de quadras, nos campos de futebol, nas pistas de atletismo, nos tatames e nas piscinas. Neste breve artigo, decidi escrever e comentar sobre uma situação difícil de ser encontrada em nossas empresas (mas que deveria ser obrigatória).

Thiago, um nadador de 30 anos, é nada menos que um de nossos maiores ganhadores de medalhas em jogos pan-americanos e em disputas oficiais dentro das piscinas. Apesar disso, minhas linhas não serão dedicadas para ele e sim para sua mãe, Dona Rose Vilela.

Thiago

Dona Rose, como é conhecida, já se tornou um ícone de incentivo e empoderamento em todas as provas disputadas por seu filho. E esse reconhecimento todo, não se resume apenas ao potencial e à qualidade desportiva de seu filho, que começou a nadar depois de quase se afogar numa piscina.  Dona Rose é a sua maior fã e também a mais barulhenta incentivadora do filhote. Das arquibancadas ao lado da piscina, Dona Rose consegue injetar altas doses de motivação e energia, aos potentes gritos de

“Vai Thiago. Vai Thiago”!

Dona Rose

Me dei conta de como é difícil encontrar dentro das empresas, pessoas que nos motivem, nos incentive de verdade, nos deem energia para disputarmos nossas provas e que vibrem conosco em nossas vitórias!

Nas dezenas de empresas onde já palestrei, onde prestei consultorias e também nas empresas onde trabalhei, nunca encontrei uma “Dona Rose”, que vibrasse com os sucessos de nossas equipes. Pelo contrário!

Sempre foi muito mais fácil me deparar com pessoas tóxicas, desde colegas até gerentes e diretores. Alguns chegavam ao ponto de desmerecer novas contas e novas vendas, afirmando que na verdade seriam “novos problemas” para atender e para ter que prestar serviços (!!).

A verdade é que a “Dona Rose” conseguiu mostrar em rede nacional, o quanto a motivação e o incentivo são importantes para todos que desejam alcançar o ponto mais alto do pódium.

Com o seu “Vai Thiago” ela cumpre um papel especial de representar toda a torcida pelas vitórias, pelas conquistas e pelos sucessos, o que deve ser uma meta perseguida permanentemente por TODAS AS EMPRESAS e por todos os colaboradores que desejam se destacar e crescer.

Apesar disso, conheço donos, diretores e gerentes de empresas que simplesmente se auto boicotam e se enganam propositadamente, acreditando piamente que palestras e trabalhos de motivação e de empoderamento não servem para seus colaboradores e para suas empresas. Acabam sabotando seus negócios.

chefe_desmotivador

Desconhecem o quanto as pessoas motivadas podem render mais, render melhor e onde podem chegar!

Esses dirigentes empresariais literalmente achatam suas empresas e contaminam seus funcionários com o mau-humor e com o descaso para com os bons resultados. Perdem grandes oportunidades para incentivar suas equipes e para estabelecerem novos sentimentos de valor e relações de engajamento que contaminem todos os colaboradores criando condições para formarem Grandes Equipes. Isso sem falar no impacto que essas ações podem gerar no ambiente organizacional e corporativo.

Isso é resultado de verdade!

E lembre-se que “time desmotivado não ganha jogo”!

Dessa forma, se a sua empresa não tem a “Dona Rose” para ficar entoando o “Vai Thiago”, aproveite o embalo e aplique as minhas dicas abaixo, para motivar sua equipe.

E chamo atenção sobre nosso trabalho, lembrando que, de onde vieram essas dicas, existem muitas outras…basta entrar em contato comigo!

 

7 Insights para elevar a motivação de sua equipe

 

1 – Seja “gente”!

Humanize sua gestão e enxergue sua equipe como ela realmente é, fortalecendo seus pontos fortes e tratando os pontos fracos. Agindo com a valorização humana e com a transparência em reconhecer e tratar as forças e fraquezas, a equipe se “entenderá” como um time de verdade, onde um integrante “completa” o outro.

2 – Não mire na lua!

Estabeleça metas sensatas e festeje as vitórias. As mais frequentes reclamações das equipes são: Metas fáceis demais de atingir e metas inatingíveis.

Ser realista na fixação de metas é a maior dificuldade para gestores, que erroneamente tendem a determinar metas inatingíveis, como se isso fosse motivar as equipes a “fazer muito mais”!

Metas realistas são saudáveis e SEMPRE devem ser festejadas quando alcançadas.

goals1

3 – Ilumine o caminho!

Feedbacks são essenciais, desde que sejam maduros e profissionais!

Outro fator muito apontado pelo declínio das equipes, é a total ausência de feedbacks, que acabam deixando os colaboradores num “mato sem cachorro”. Crie a cultura de sempre devolver os feedbacks necessários e justos.

Além de permitir que o time se corrija, os feedbacks, quando aplicados da forma correta, fortalecem a liderança!

E sempre é importante lembrar a frase do queridoo Mário Sérgio Cortella: “Elogie em público. Corrija em particular”!

4 – Coloque o coração na cachola!

As pessoas tendem a ser muito mais criativas quando fazem algo por amor do que por dinheiro. Faça o possível para estabelecer uma relação que engaje e estimule seus colaboradores a serem criativos. Delegue responsabilidades e lhes dê autoridade para fazerem “o diferente”, “o novo” e “o inusitado”!

5 – Conhecimento nunca é demais e nem o suficiente!

Auxilie seus colaboradores a buscarem conhecimento. Ajude-os a financiar colaborativamente, a participação em cursos e treinamentos.

Além, de aumentar a qualificação da equipe, o auxílio corporativo compromete-os em gerar resultados que favoreçam a empresa.

6 – Demita o “Hardy”!

Estimule a aplicação de energias “positivas” na empresa.

Evite que o ambiente se contamine pelo pensamento das pessoas tóxicas que sofrem a chamada Síndrome de Hardy – aquela hiena do desenho animado, que vive se lamuriando com a frase “Ó vida, ó azar”.

O pessimismo é muito mais contagiante e nocivo do que podemos imaginar!

hardy

7 – Desperte os gigantes!

Contrate palestrantes para acordar, energizar, reinventar, aguçar e movimentar suas equipes.

Palestras profissionais são capazes de acionar dispositivos de automotivação e de energia, tornando sua equipe muito mais eficiente e eficaz, dando-lhes doses de energético corporativo.

Se a palestra gerar apenas um único insight que possa ser multiplicado na equipe, já terá justificado o investimento!

A Arte da #Inovação em Segurança Privada

Agora, levante o esqueleto da cadeira e exercite seu poder de mudar o jogo, botando a energia para funcionar em prol de sua equipe e de sua empresa.

Se precisar e quiser fazer coisas realmente diferentes para o sucesso de sua empresa, não hesite em contatar-nos!

Ahhh e no momento eu que eu finalizava esse artigo, outro Thiago, o jovem Thiago Braz da Silva conquistou a medalha de ouro na modalidade de Salto com Vara, superando 6,03m, estabelecendo novo recorde de motivação e de destaque para o Brasil!

“Vai Thiago”!


Gestor e Consultor de Segurança

   Quer trocar e-mail comigo? Envie sua opinião para [email protected] ou [email protected]

   Quer falar comigo ou trocar mensagens no Whatsapp, basta adicionar-me pelo número 5199673306

   Siga-me no Facebook em http://www.facebook.com/emirpinho ,

   no Instagram em http://www.instagram.com/emirpinho e no

   Twitter em http://www.twitter.com/emirpinho


Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Eu quero mais artigos como este!


2 respostas para “Vai Thiago!”

  1. Antônio Maynard disse:

    Perfeito Emir!
    Fato que a motivação potencializa a produtividade da equipe.
    Parabéns pelo excelente artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *