Artigo: O BBB faz a diferença – por Cláudio Kury Freitas


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 7 de abril de 2009

O BBB faz a diferença

Estou certo de que você está esperando que eu como profissional de Marketing vá me referir ao reality show que é uma praça promocional de marcas com boa condição de investimento em propaganda e publicidade.

Ocorre que a diferença a que me refiro está relacionada ao consumo e às formas de torná-lo mais prazeroso. Explico, o BBB do artigo é o “Bom, Bonito e Barato”, sim, ele mesmo aquele produto/serviço que você cliente adora usar, fica envaidecido ao mostrar para os outros que possui e indica aos amigos, e que logicamente crê que pagou um ótimo preço.

Impossível? Definitivamente não. Dá trabalho? Sim, e muito! Porém o resultado é um crescimento contínuo do negócio.

Esclareço aqui não me referir a nenhum produto ou serviço voltado a classes mais baixas, muitas vezes consumidos por pessoas de classes sociais mais elevadas, apenas pelo prazer momentâneo que a orientação por preços proporciona, trato de uma coisa muita conversada internamente nas boas áreas estratégicas de empresas, mas ainda distantes de um ponto de convergência em direção ao cliente final. Seja você classe A+ ou E, estará sempre feliz com a combinação BBB.

Hoje temos muita propaganda, muita comunicação frenética, repetitiva, anunciando promoções maravilhosas, fim do IPI para uns, redução para outros, mailings sendo despejados em sua caixa de e-mail com as melhores condições, tudo muito bonito e aparentemente muito bom.

Agora pare um pouco; pense em algumas oportunidades onde esteve muito afim de levar algo ou contratar algum serviço e deixou de ter um BBB pelo atendimento que recebeu, pelo impacto causado pelo PDV, não apenas por ter consciência de ser um BBB, mas pelas más práticas não terem conseguido transformar algo às vezes não tão barato em algo percebido como “uma barbada”.

Exatamente, o BBB é uma combinação de percepções até a compra e uso pós compra, portanto a abordagem e o atendimento bem feitos farão toda diferença, para uma percepção BBB, a psicologia do consumo nos comprova isto diariamente nas relações entre as marcas e seus clientes.

Você pode até estar se perguntando “Mas se o produto for barato e não for bom, mesmo sendo bonito e eu já tiver comprado, não haverá decepção com a marca também? Certíssimo, porém trato aqui de produtos e serviços de qualidade, pois hoje se a empresa não possui qualidade, melhor nem abrir as portas, a própria concorrência se encarrega da barreira de entrada.

Pessoas compram Marcas, não produtos, o VALOR PERCEBIDO é o BBB real! Para chegar a tal ponto precisa-se de muita análise, estudo, planejamento e, principalmente, boa execução, bom ATENDIMENTO.

 

Cláudio K. Freitas

Graduado em Administração com habilitação em Marketing e com extensão em Branding, pela ESPM Porto Alegre,

atualmente em MBA Executivo de Marketing, são mais de 15 anos de experiência em Marketing de Serviços.

Estou aqui para provar que o Marketing e o Branding ajudam a todos, pequenos e grandes.


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.