Assaltantes roubam carro com menino de três anos


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 29 de maio de 2009

29 de maio de 2009 | N° 15984

CAPITAL

Assaltantes roubam carro com menino de três anos

Após 50 minutos de desespero, o garoto foi localizado a quatro quadras do assalto, brincando com outras crianças

 

A vendedora de roupas Daiane Santos, 27 anos, e o motorista de ônibus Luiz Machado, 37 anos, viveram 50 minutos de terror ontem à noite na Capital. Em um assalto, bandidos roubaram o carro e levaram junto o filho do casal Vitor Santos Machado, três anos. O menino foi encontrado ileso a quatro quadras do roubo.

Odrama começou às 18h40min. Após visitar clientes, Daiane chegava em casa, na Rua Juscelino Kubitschek, bairro Rubem Berta. Quando parou o carro para entrar na garagem, foi abordada por dois homens. Um deles, armado, a tirou do carro à força. Desesperada, ela ainda tentou convencê-los a deixá-la tirar do veículo o filho, que estava em uma cadeira de bebê no banco de trás. Mas a dupla a ignorou, entrou no Corsa e fugiu em alta velocidade.

– Pensei naquele gurizinho do Rio de Janeiro, que foi arrastado pelos bandidos. Foi um sentimento horrível ver meu filho ser levado por aqueles dois homens – disse a mulher, em referência ao menino João Hélio Fernandes Vieites, seis anos, que morreu no Rio, em 2007, após ser arrastado por mais de sete quilômetros durante um assalto.

Aos berros, ela chamou o marido, que avisou a Brigada Militar. O 20º BPM acionou todas as viaturas, que fizeram um cerco na região. Luiz ficou no posto da BM do bairro, em busca de informações, e Daiane, em companhia do cunhado, começou a fazer buscas de carro pela região.

– Foram os piores minutos da minha vida – relembra.

Automóvel não havia sido encontrado até a noite

Às 19h30min, na Rua Carlos Estevão, ela avistou um grupo de crianças. Ao chegar perto, viu o moletom azul do filho. Era Vitor, ileso, que a essa altura brincava com outras crianças.

– É difícil falar o que a gente sente nessa hora. O carro, as coisas roubadas, a gente dá um jeito. Mas meu filho… – lembrou a mãe.

Enquanto Daiane e o marido registravam ocorrência na 18ª DP, dois PMs trouxeram novidades: dois homens, com descrição semelhante a dos assaltantes, haviam sido presos pela Brigada Militar às 19h50min, no bairro Rubem Berta. Um deles foi reconhecido pela mãe e acabou preso. Com eles, foi apreendido um revólver calibre 38, com cinco munições intactas. O Corsa não havia sido encontrado à noite.

renato.gava@diariogaucho.com.br

RENATO GAVA


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.