Assalto à fábrica de armamento abastecerá o crime


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 15 de março de 2009

Patrimônio – Fuzis, Pistolas e cartuchos de munição roubados


09/03/09

Ladrões levaram 60 mil cartuchos de fábrica em SP, diz PM

Ribeirão Pires (SP) – A Polícia Militar de Ribeirão Pires, no interior de São Paulo, confirmou que foram levados pelo menos 12 fuzis, 40 pistolas e mais de 60 mil cartuchos da Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), fabricante de armas e munições, que foi assaltada na noite desta quinta-feira. Cerca de 10 homens armados invadiram a fábrica, que produz munição e armamentos, em uma ação rápida que teve início por volta das 19h30.

Os assaltantes conseguiram fugir. Policiais passaram a madrugada em busca de suspeitos na região de Ribeirão Pires. O batalhão da PM de Mauá foi acionado para ajudar nas buscas. Também trabalham na operação as Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), o Batalhão de Choque de São Paulo, o Comando de Operações Especiais (COE), o Garra e o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

Uma grande operação deve ocorrer nesta sexta-feira para tentar localizar os suspeitos e recuperar os itens roubados. A Polícia Militar de Ribeirão Pires, no entanto, não deu detalhes sobre a operação. O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Ronaldo Marzagão, foi até a cidade acompanhar o trabalho da polícia.

Segundo a empresa, a unidade em Ribeirão Pires é o maior complexo industrial voltado para a fabricação de munições do Hemisfério Sul. Ela está situada na avenida Humberto de Campos, número 3220. A assessoria de imprensa da CBC informou que não havia “nada a declarar” sobre o assalto, mas não descartou um possível pronunciamento no decorrer do dia.

Fonte: O Dia

Nota do Emir: Hoje com a atual legislação, a bandidagem sabe que estará cada vez mais bem armada e mais preparada que os órgãos de segurança pública e que os cidadãos, impedidos de se protegerem pela Lei do Desarmamento. Cabe às empresas de Segurança Privada, promover a especialização de seus Consultores e Técnicos, buscando estabelecer aumento das tecnologias de segurança que propiciem criar métodos e procedimentos que diminuam as vulnerabilidades de seus Parceiros Pagantes.


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


2 respostas para “Assalto à fábrica de armamento abastecerá o crime”

  1. otavio disse:

    Emir:

    Diria que teu comentário foi extremamente suave em relação gravidade do evento. Inclusive e,certamente, a bandidagem vai repetir a dose, invadindo novamente um local cuja segurança deixa a desejar. Supondo que funcionasse, casos como este deveriam servir até de parâmetro para Leis que EXIGISSEM de alguns locais, criticos Esquemas ESPECIAIS – e uma fábrica de armas o é, com certeza – embora a melhor das Leis seria a que seguisse o exemplo da Alemanha, Inglaterra, Holanda e Japão que só surgem no noticiário de mortes em casos de exceção – sendo suas estatísticas PROVAS CONCLUDENTES de suas decisões inteligentes de BANIR as armas de projetéis, que no Brasil são a base da “coragem” dos marginais…cada vez mais protegidos até pelas leis – aqui invertidas – o império do torto – até pela lentidão dos processos que só + e + beneficiam a criminalidade.

    Otávio Machado

  2. otavio disse:

    Emir:

    Diria que teu comentário foi extremamente suave em relação gravidade do evento. Inclusive e,certamente, a bandidagem vai repetir a dose, invadindo novamente um local cuja segurança deixa a desejar. Supondo que funcionasse, casos como este deveriam servir até de parâmetro para Leis que EXIGISSEM de alguns locais, criticos Esquemas ESPECIAIS – e uma fábrica de armas o é, com certeza – embora a melhor das Leis seria a que seguisse o exemplo da Alemanha, Inglaterra, Holanda e Japão que só surgem no noticiário de mortes em casos de exceção – sendo suas estatísticas PROVAS CONCLUDENTES de suas decisões inteligentes de BANIR as armas de projetéis, que no Brasil são a base da “coragem” dos marginais…cada vez mais protegidos até pelas leis – aqui invertidas – o império do torto – até pela lentidão dos processos que só + e + beneficiam a criminalidade.

    Otávio Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.