Ataque a condomínio alerta para segurança nos prédios


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 19 de julho de 2010

19 de julho de 2010 | N° 16401

SOSSEGO PERTURBADO

Ataque a condomínio alerta para segurança nos prédios

Morador percebeu movimentação de quadrilha, avisou a polícia e frustrou assalto a edifício na Capital

Cerca eletrificada, guarita com porteiro e oito câmeras não inibiram o ataque de um bando armado a um prédio de classe média no bairro Petrópolis, em Porto Alegre. Mas, graças a esse sistema de segurança, um dos moradores conseguiu chamar a Brigada Militar, frustando o assalto. O caso acendeu o alerta para a atuação de quadrilhas especializadas em roubar condomínios.

A invasão ocorreu durante a noite de sábado, em edifício na Avenida Luiz Manoel Gonzaga. Segundo testemunhas, um grupo com oito assaltantes – parte deles com os rostos encobertos – chegaram em uma camioneta escura e em um Picasso branco e invadiram o prédio. Em seguida, eles amarraram o porteiro e renderam um casal de visitantes que chegava ao local. Para se disfarçar, um dos assaltantes teria inclusive vestido o uniforme do porteiro.

Quando ouviu um barulho estranho, um morador ligou a TV no canal de monitoramento onde acompanha as imagens das câmeras de vigilância. Em seguida, ele se dirigiu para a sacada, quando viu um dos assaltantes.

– Ele estava próximo à portaria. Perguntei onde estava o porteiro, e ele apontou uma arma para mim. Disse para eu não me meter. Corri para dentro e chamei a polícia – conta.

Ao perceber que foram descobertos, os bandidos fugiram, levando os pertences dos visitantes. O alarme de incêndio tocou em seguida, despertando a atenção de outros moradores.

Os investigadores acreditam que a quadrilha seja a mesma investigada há cinco meses por agentes da 14ª Delegacia de Polícia Civil.

– Apuramos um grupo de oito elementos que tem o mesmo modo de agir – confirma a delegada Sílvia Coccaro de Souza.

Caso exemplifica importância dos dispositivos de prevenção

O caso do fim de semana evidenciou que, embora não evitem, as medidas de segurança dificultam as ações de ladrões. Os condomínios passaram a sofrer ataques porque concentram lares com dinheiro, joias e outros objetos de valor. A delegada relata que, quando fazem o ataque, os bandos já costumam ter um ou mais apartamentos como alvos pré-definidos. O exemplo é o assalto em um prédio na Rua Cristiano Fischer em 19 de maio.

– Eles já sabem direitinho quem vão atacar e o que tem na casa. Pegam um apartamento que sabem ter mais dinheiro. Chegam no início da manhã ou à tardinha – acrescenta a delegada.

Apesar de conseguirem evitar prejuízos maiores no assalto de sábado, os moradores do prédio estudam ampliar ainda mais a proteção.

– Acho que precisamos pagar segurança, se possível até armada – defende um funcionário público aposentado de 65 anos.


carla.dutra@zerohora.com.br

CARLA DUTRA

Como se proteger
Confira itens que ajudam a prevenir ataques de ladrões:

CERCA ELETRIFICADA E MURO ALTO
– Funcionam como barreira física e psicológica, pelo medo do choque, mas não inibem bandidos armados que usam a força e rendem moradores para invadir o prédio
CÂMERAS DE MONITORAMENTO
– Inibem a entrada de assaltantes e contribuem para identificá-los. O ideal é que elas tenham visão noturna e dispositivo alternativo de energia
– Para ajudar na prevenção, o circuito de TV tem de ser constantemente monitorado por alguém que possa acionar a polícia
CORREDOR DE ENTRADA
– A eclusa (corredor gradeado com dois portões, na frente e no fundo) é mais eficiente quando permite que uma porta só se abra quando a outra está fechada
– Se as duas portas de acesso ao condomínio se abrem ao mesmo tempo, o dispositivo perde a eficiência. O controle manual também facilita a ação de bandidos
PORTEIRO
– Ajuda a inibir ações mais simples
– É importante que o profissional receba orientação suficiente. Na maior parte dos crimes, os ladrões entram pela porta da frente, rendendo o porteiro. Mesmo quando a identificação é exigida para ingressar no prédio, há bandidos que se passam por funcionários de empresas públicas ou privadas
– Há condomínios que optam por sistema especial de entregas, sem que o entregador tenha acesso ao edifício
GUARITA BLINDADA
– Pode ser de pouca utilidade se for revestida por material de má qualidade, permitindo passagens de tiros
OUTROS CUIDADOS
– Fique atento ao ingressar e sair da garagem. É quando os bandidos costumam render moradores e funcionários dos edifícios
– O ladrão tende a escolher o alvo mais fácil. Crie dificuldades, na forma de várias barreiras a intrusos
– Nada é totalmente seguro. Mais do que gastar em equipamentos isolados, discuta com seus vizinhos soluções integradas de segurança

Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.