Bradesco testa biometria em caixas automáticos


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 7 de outubro de 2006

O Bradesco iniciou a fase de testes com seus clientes do uso de tecnologia de biometria em caixas automáticos. Atualmente, dois caixas operam com a função, um em Osasco e outro em Alphaville, ambos na região metropolitana de São Paulo. De acordo com o banco, a tecnologia de biometria vai dispensar o cliente de validar com senhas suas operações nos caixas.
No sistema em teste, quem usa o cadastro biométrico fica dispensando de validar as operações com letras de acesso. Correntistas do Bradesco usam, além da senha bancária, um código de letras de acesso. O método biométrico escolhido pelo banco é a leitura das veias na palma da mão do cliente. O correntista posiciona a mão sobre o leitor que valida ou não seu acesso a determinada conta. O leitor PalmSecure testado nos caixas do Bradesco são produzidos pela Fujitsu.
Segundo a instituição financeira, a opção pela leitura da palma da mão foi feita em função da segurança deste método e para evitar leitores de digital. A direção do Bradesco avaliou que ler digitais é uma ação que poderia constranger o usuário, já que este método está fortemente associado ao cadastro de criminosos no mundo todo.
Além dos caixas em Alphaville e Osasco, o banco planeja instalar outros 50 terminais automáticos com biometria no Estado de São Paulo. A experiência será avaliada pelo banco em 2007, quando a instituição planeja discutir sua implementação em larga escala no país.
Fonte: InfoCorp

Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.