Caminhoneiro acorrentado por 19 horas


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 1 de junho de 2009

01 de junho de 2009 N°

CAXIAS DO SUL
Caminhoneiro acorrentado por 19 horas

Um caminhoneiro de Eldorado do Sul, na Região Metropolitana, viveu momentos de pavor entre sexta-feira e sábado na Serra.

Sérgio Barck, 46 anos, ficou acorrentado no mato à beira da BR-285, próximo ao trevo de acesso a Esmeralda, depois que o caminhão Mercedes-Benz branco, de Porto Alegre, que ele dirigia, foi roubado, em Vacaria.

O assalto aconteceu por volta das 15h de sexta-feira e ele só foi libertado 19 horas depois, às 10h de sábado.

O caminhoneiro ia de Porto Alegre a Muitos Capões, para recolher uma carga de adubo. Ele teria parado para ver um problema em um pneu quando foi abordado por uma mulher e dois homens armados com pistolas.

Conforme relatou para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os homens entraram no caminhão, e a mulher seguiu atrás em outro carro. Eles rodaram por algum tempo até deixarem Barck acorrentado em uma árvore.

Homem fez exercícios para se aquecer

Entre a madrugada de sexta e a manhã de sábado, o trio teria voltado três vezes ao local onde estava o motorista. Na última vez, o caminhoneiro foi levado para outro ponto mais próximo da rodovia. Os ladrões o soltaram e mandaram que ficasse virado de costas por uma hora. Passados cerca de 30 minutos, Barck saiu para pedir ajuda.

Ele encontrou um carro da concessionária da rodovia e foi levado até o posto da PRF.– Ele chegou aqui todo molhado. Estava traumatizado e com medo até dos policiais.

Ele tomou banho, emprestamos roupas, e ele fez contato com a família – disse o policial rodoviário Maurício Seixas.

O caminhoneiro relatou que fez exercícios até por volta das 3h para se manter aquecido. Às 5h teria começado a chover, mas, conforme relatou aos policiais, ele estava cansado e não teria mais tido forças para se exercitar.

– Ele nos contou que pensou muito no filho de 16 anos para ter força para suportar – disse Seixas.

De acordo com a Polícia Civil de Vacaria, o rastreador via satélite do caminhão indicou na manhã de sábado que ele estaria na fronteira com o Paraguai.

O veículo não havia sido recuperado até ontem.


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.