Copa 2014: Representantes das cidades ajustam normas de segurança


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 18 de outubro de 2010

Copa 2014: Representantes das cidades ajustam normas de segurança
17/10/2010 – 13:52:05 – por FS – AI LOC/Fifa.com
A primeira série de reuniões técnicas de trabalho para a elaboração de um plano de segurança integrado para a Copa do Mundo da FIFA 2014 foi encerrada na manhã da última sexta-feira, no Rio de Janeiro. Participaram deste primeiro encontro os oficiais-bombeiros envolvidos com os projetos arquitetônicos dos estádios que irão sediar jogos da competição.

O foco inicial do Comitê Organizador da Copa do Mundo e da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) ficou nos projetos arquitetônicos dos estádios, para que tudo seja construído de acordo com a necessidade de segurança de torcedores e profissionais envolvidos com o evento.

Nesta primeira discussão, os representantes do Comitê Organizador, da Senasp e das cidades procuraram alinhar uma ideia de normatização para os estádios, sempre respeitando as legislações estaduais vigentes. O objetivo é encontrar um parâmetro que atenda as necessidades de segurança para o evento e siga o que a FIFA determina para a Copa do Mundo.

O encontro foi considerado positivo por todos os participantes. O Comitê Organizador da Copa deu todo o respaldo para que o trabalho de planejamento de segurança seja executado, buscando evitar problemas na execução da operação dos jogos. Por sua vez, os representantes das cidades detalharam as normativas vigentes em cada estado e começaram a discutir uma padronização de critérios.

Nos próximos meses serão realizadas outras reuniões técnicas para contemplação de outros itens fundamentais de segurança dentro e fora dos estádios, bem como em campos de treinamento, hotéis e outras áreas estratégicas.


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.