Crescem roubos e homicídios no Estado


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 5 de julho de 2007

Crescem roubos e homicídios no Estado
Pelos dados divulgados, os furtos tiveram queda no bimestre maio/junho em comparação aos índices do ano passado, enquanto os roubos de carros e os latrocínios aumentaram
Dois dos crimes que mais receberam atenção das autoridades da segurança pública neste ano tiveram crescimento no bimestre de maio e junho, em comparação com o mesmo período do ano passado, em todo o Estado.
Os homicídios cresceram 28%, e os roubos de veículos, 13,6%. Os roubos em geral também cresceram, assim como os assaltos com morte (latrocínios). Em contrapartida, os furtos caíram 5,2%.
Os números deste 2007 aparecem em um relatório apresentado ontem pelo secretário-adjunto da Segurança Pública, Ademar Stocker. ZH comparou os números com as informações de 2006 do Dataseg, o banco de dados da secretaria disponível no www.ciosp.rs.gov.br.
Para o subcomandante da BM, coronel Paulo Roberto Mendes, o incremento no roubo de veículos se explica por uma dificuldade que está com os dias contados. A polícia reclama que não consegue atacar com eficácia os ferros-velhos antes de entrar em vigor a lei aprovada terça-feira pela Assembléia.
– Aumentamos as barreiras e a fiscalização, mas não conseguimos reduzir o número de roubos, porque, em razão da legislação, não havíamos conseguido atingir a ferida, que são os desmanches ¿ avaliou.
Stocker concorda que a lei em vigor hoje atrapalha o combate ao roubo, mas espera a mudança de cenário. Com a medida, que terá validade 90 dias após a sanção da governadora Yeda Crusius, aposta na queda de até 70% no sumiço dos carros.
Na área de homicídios, o secretário-adjunto culpa o exagero no consumo de álcool pelo crescimento. Stocker usará essa informação para pressionar as prefeituras de 10 municípios, que concentram seis de cada 10 mortes no Estado, a adotar a Lei Seca. A estratégia propõe o fechamento de bares em horários críticos, para inibir o uso da bebida.
– Já está comprovado que o aumento do consumo é o responsável pelo crescimento dos homicídios. Só que estamos partindo para a quinta reunião com as prefeituras, e ainda não recebemos nenhum projeto nesse sentido ¿ desabafou Stocker, sem apresentar números sobre o incremento no consumo de álcool.
Apesar de preocupada com os homicídios, a Secretaria da Segurança Pública comemorou a queda em oito entre 12 indicadores de junho, ao fazer o comparativo com os dados de maio deste ano. O documento também apresentou o balanço das operações Esforço Concentrado, Cadeado e Lei Seca, que levaram policiais militares e civis às ruas e aos estabelecimentos comerciais. No mês passado, essas ações resultaram em 509 prisões, 62 capturas de foragidos e 97 apreensões de armas. Elas também recuperaram 71 veículos roubados ou furtados.

jaisson.valim@zerohora.com.br


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.