DF amplia prevenção pela segurança com escolta armada


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 4 de março de 2009

Segurança Privada – DF amplia prevenção pela segurança com escolta armada.


18/02/09

Precaução contra roubos
Em busca da segurança empresas do Distrito Federal contratam serviço de escolta armada.

Brasília – Para tentar diminuir o prejuízo com roubos de cargas de valores, as empresas contratam cada vez mais os serviços de escolta armada, para assegurar que a mercadoria chegue intacta ao seu destino e garantir a segurança dos responsáveis em transportar os produtos.
Irenaldo Pereira, diretor do Sindicato das Empresas de Segurança Privada, Sistemas de Segurança Eletrônica, Cursos de Formação e Transporte de Valores no Distrito Federal (Sindesp/DF), diz que as empresas que procuram mais o serviço de escolta são as de telefonia, medicamento, cigarro e bebida.

“Escoltamos as empresas em curtos e longos trajetos. Os caminhões e carros são equipados com rastreadores. Durante a operação acompanhamos o trajeto em nosso carro. Quando chegamos ao local de descarga, fazemos uma ronda para saber se o lugar está seguro”, comenta.

Irenaldo Pereira alerta sobre os lugares que precisam de mais cuidados no transporte de cargas de valor. “São Sebastião, Ceilândia, Santa Maria, Itapuã e Estrutural são as cidades mais arriscadas. As transportadoras nem se arriscam se não tiver um apoio para fazer a entrega”, esclarece o diretor. Ele ainda lembra que o serviço de segurança já afasta os possíveis infratores. “Ter uma equipe de segurança protegendo a carga, cria uma barreira para os infratores”, diz.

A transportadora Rapidão Cometa contratou o serviço de escolta armada à pouco mais de um ano. Cosme Cardoso diz que em todo esse tempo nunca foi assaltado. “A segurança é uma exigência do cliente. Sempre sai na mídia assaltos a caminhões e vans com cargas valiosas. A escolta é uma maneira de evitar esses imprevistos”, esclarece.

Perfil do Sindesp/DF – O Sindesp/DF é filiado à Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist) e associado à Federação do Comércio do Distrito Federal (Fecomércio/DF). Hoje, conta com 37 associados, que geram mais 14 mil empregos diretos.

Fonte: Revista Fator


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.