Ex-miss gaúcha é feita refém em casa no Rio


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 13 de maio de 2007

Esfaqueada em janeiro durante uma tentativa de assalto no Rio, a ex-Miss Brasil gaúcha Leila Schuster voltou a viver momentos de terror na capital fluminense, na sexta-feira passada, quando sua casa em Joatinga, na Barra da Tijuca, foi assaltada por três bandidos armados e encapuzados.

O assalto durou cerca de uma hora e meia. Os ladrões levaram jóias, celulares, dinheiro, quadros e uma coroa em forma de tiara, que ela ganhou no concurso de Miss Brasil, em 1993.

Após o roubo, Leila foi levada pelos criminosos numa Pajero da família. Ela ficou 40 minutos refém dos ladrões, que a abandonaram na Avenida Sernambetiba, na Barra. Além de Leila, estavam na residência seu marido, uma empregada doméstica e dois caseiros. Em janeiro, Leila foi esfaqueada na mão durante um assalto em Botafogo e teve de ser submetida a uma cirurgia de reconstituição.

– Eles sabiam quem eu era. Perguntavam como estava a minha mão. Me magoa muito falar sobre isso – desabafou Leila, ontem, de Porto Alegre, para onde viajou após o crime.

Mansão serviu de locação para “Laços de Família”

Em depoimento à polícia, Leila disse que estava no escritório da casa, quando foi rendida por dois homens usando máscaras e luvas, e armados com uma pistola. Um terceiro já havia rendido seu marido, que estava no segundo andar da residência. Após procurarem em vão por dinheiro e jóias nos dois cofres, Leila escutou um dos criminosos dizer:

– Vou jogar aquela f… do morrão, pra aprender a não dar planta (localização) errada.

A ex-miss disse que se espantou com o fato de os ladrões saberem onde ficam os cofres da residência.

O marido da ex-Miss Brasil contou aos policiais que, após ser rendido, um dos bandidos a mandou abrir um cofre. Viana disse que não sabia o segredo, e o ladrão perguntou pelo outro cofre, dizendo “aquele que é digital”. O empresário afirmou que não desconfia de ninguém especificamente, mas tem certeza de que uma pessoa com acesso à casa repassou aos bandidos as informações da rotina da família e dos cofres.

Ainda de acordo com o depoimento de Viana, a Pajero na qual Leila foi levada pelos ladrões foi encontrada por ele próprio, abandonada na Praia da Reserva, na Barra.

Bem antes de tornar-se cenário do pior pesadelo de Leila, a mansão da ex-miss chegou a ser apelidada de “ilha da fantasia”. Foi há sete anos, quando a casa serviu de locação para gravações da novela Laços de família. O personagem Danilo (Alexandre Borges) se deliciava na piscina, com vista para o mar da Barra da Tijuca, sob uma cachoeira artificial, sempre com uma taça de champanhe.


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.