Fique atento para o furto de carros perto do Clínicas


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 10 de setembro de 2008

10 de setembro de 2008 N° 15722 Jornal Zero Hora

PORTO ALEGRE

Fique atento para o furto de carros perto do Clínicas

Segundo a Polícia Civil três veículos são levados por ladrões por dia na região o que costuma ocorrer das 6h às 9h e das 16h às 20h

Se você costuma estacionar seu carro na Rua Ramiro Barcelos, nas proximidades do Hospital de Clínicas, na Capital, cuidado. O local é praticamente uma área de livre ação para bandidos que furtam veículos ali estacionados. Por dia, as estimativas da Polícia Civil apontam que pelo menos três automóveis são levados.
Aproveitando-se da pressa dos motoristas que estacionam no local – geralmente acompanhantes de pacientes do hospital –, os criminosos arrombam os veículos mesmmo durante o dia. Nem a existência de um posto da Brigada Militar ao lado do Parque da Redenção, a cerca de três quadras, e de uma delegacia, na Rua Jacinto Gomes, intimida a ação das quadrilhas.
A artesã Gislaine Martins de Melo, 31 anos, foi uma das vítimas dos criminosos na semana passada. Pouco antes das 19h, estacionou o seu Santana, como faz pelo menos duas vezes por mês na Ramiro Barcelos, e se dirigiu ao Clínicas, onde realiza um tratamento. Ao voltar, cerca de uma hora depois, a surpresa desagradável: o veículo havia sido levado por ladrões. Pior: não tinha seguro.
– Fiquei a pé naquele horário e tive de ligar para minha irmã me buscar. É uma sensação desesperadora, ainda mais não tendo seguro. E o carro ainda não foi encontrado – lamenta.
Mesmo nunca tendo sido atacado, o marceneiro Carlos Fernando Machado dos Santos, 40 anos, usa todos os equipamentos de segurança possíveis para escapar dos gatunos. Proprietário de um Tipo, ele visita clientes no local ao menos duas vezes por semana. Na manhã de ontem, chegava para mais um dia de trabalho, mas sempre com receio dos ladrões.
–É muito arriscado deixar o carro aqui. Em cinco minutos, ele pode não estar mais – lamenta Carlos, que tem uma tranca e um alarme no automóvel.
Bandidos agem na região mesmo durante o dia
Os horários mais visados, de acordo com comerciantes, seriam entre 6h e 9h e das 16h às 20h. Munidos de chaves mixas, os ladrões abrem rapidamente os carros e fogem em alta velocidade. Um homem de 64 anos, que pediu para não ser identificado, já flagrou a ação dos ladrões.
– Vi o cara rondando o carro, olhando muito para dentro. Cheguei e perguntei o que ele queria, e acabou indo embora – relembra.
O delegado Abílio Pereira, titular da 10ª DP, revela que a situação nas proximidades do Hospital de Clínicas é preocupante. Ele afirma que policiais da distrital realizam levantamento para identificar quadrilhas que agem na região e que alguns criminosos já foram detidos.
– Temos uma população flutuante por aqui. Alguns que moram no bairro, outros que transitam durante o dia e ainda os que circulam durante a noite. Além disso, o número de veículos de vários lugares do Estado que circulam por aqui é muito grande – afirma.
O comandante do 9º BPM, tenente-coronel Carlos Roberto Bondan, assegura que a BM, com a Polícia Civil, monitora quadrilhas que agem no local. Ele afirma que as recentes operações que desarticularam bandos de ladrões de carros na Região Metropolitana e na Capital podem colaborar para a diminuição do número de furtos. Argumenta que, dentro das limitações da BM, existe policiamento na região.
JOSÉ AUGUSTO BARROS

Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.