Fraude: Prejuízo aos cofres públicos causado por quadrilha presa em Campinas, SP, pode chegar a R$ 615 mi


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 25 de setembro de 2010

SÃO PAULO – A quadrilha presa na última sexta-feira em Campinas, e 94 km de São Paulo, especializada em fraudes em licitações municipais, pode ter causado um prejuízo de R$ 615 milhões aos cofres públicos, segundo o Ministério Público. Dois policiais civis do 10º Distrito Policial de Campinas, a 94 km de São Paulo, faziam parte do grupo preso durante operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual e da Corregedoria da Polícia Civil. Outras seis pessoas foram presas e dois envolvidos continuam foragidos. A quadrilha era especializada em fraudes em licitações em contratos na áreas de segurança, limpeza e vigilância. 
Oito carros, sendo sete de luxo, e duas motos, também de alto padrão, foram apreendidos. Em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, o Ministério Público Estadual divulgou os nomes dos envolvidos. A quadrilha era liderada por José Carlos Cêpera, dono de seis empresas em nome de laranjas. Os diretores e gerentes das empresas, Lúcio de Souza Dutra, Natanael Cruvinel de Souza, José Luís Cortizas Pena e Wilson Vitorino também foram presos, além dos dois policiais civis Alcir Biason e Alexandre Felix Sigrist. Os lobistas Maurício de Paulo Manduca e Emerson Geraldo de Oliveira faziam os contatos políticos.

Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.