Furto e Roubo de Veículos S/A


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 26 de outubro de 2008

26 de outubro de 2008 | N° 15770 | Jornal Zero Hora

FURTO E ROUBO DE VEÍCULOS SA

Prisão de suspeitos coincide com a redução nos índices do crime


Se a política de barreiras da Brigada Militar tenta fechar o cerco ao trânsito de veículos levados por ladrões, as operações realizadas a partir das investigações da Delegacia de Roubos de Veículos (DRV) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) conseguiram minar supostas redes criminosas que, a partir de encomendas de receptadores, subtraía, clonava e levava carros e utilitários de luxo para fora do Estado, feiras e desmanches na Região Metropolitana.

Em um ritmo mais acelerado do que nos furtos (quando a vítima não está presente), os roubos de carro (quando o motorista é assaltado) apresentaram queda em setembro e outubro. Do dia seguinte à primeira ação (22 de agosto) até a última quarta-feira (22 de outubro), a média diária de roubos no Estado caiu de 41 para 35 veículos – uma redução de 14,6%. Das quatro operações, duas tiveram como objetivo exclusivo coibir ladrões que preferem o revólver à chave mixa.

– Nosso maior compromisso é preservar a vida do cidadão, depois seu patrimônio – explica o delegado Ranolfo Vieira Júnior, diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Brigada Militar tem agido por meio de barreiras

Além de tirar de circulação momentaneamente supostos integrantes de quadrilhas que agiam no Estado, a polícia acredita ter atrapalhado os negócios de outros bandos que continuam agindo. Seis dos presos na Operação Autotráfico, de combate à remessa de carros para o Paraguai – especializados no ataque armado às vítimas –, também prestariam serviço sob encomenda para outras organizações.

O estopim para as ações foi o aumento no número de ocorrências registrado em agosto em relação ao mês anterior, fato que surpreendeu as autoridades policiais. Os resultados da investida apareceram já em setembro. Como o mês de outubro ainda não se encerrou, o uso da média diária de roubos pode ser usada para evidenciar a curva descendente desse tipo de crime no Estado.

Para frear a ação de criminosos que alçaram Porto Alegre ao topo da lista de capitais em que ladrões mais levam veículos, veio da Brigada Militar outra série de ações. Após descobrir um desmanche no bairro Sarandi, em Porto Alegre, no domingo passado, com ajuda de um rastreador instalado em um Corsa roubado, foi realizada na sexta-feira uma operação em ferros-velhos naquela região, para localizar veículos levados para esses locais por ladrões. Foram vistoriados 136 estabelecimentos, e um veículo roubado foi localizado. Apenas em barreiras, foram recuperados outros 52 veículos em setembro, em seis operações diferentes.

 

Nota do Emir: Parabéns às Polícias Civil e Militar que estão atuando estrategicamente e de forma bastante inteligente para acabar com a farra da empresa de roubo e furtos de veículos no RS. Muito já foi feito…mas muito ainda há de se fazer!

Por sua vez, os rastreadores tornaram-se grandes ferramentas para identificação e recuperação de veículos roubados ou furtados, permitindo inclusive a comprovação de situações belicosas.

Para implantar um sistema de Rastreamento e Monitoramento Veicular em sua empresa, contate o autor desse blog, pelos seguintes e-mails: emir.pinho@chipsat.com.br – emir@consultordeseguranca.com.br – fones 51 8126 1363 – 8179 7392 ou pelo Nextel ID 84*8544


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.