Ladrões encarecem seguros no Estado


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 13 de fevereiro de 2007

O Rio Grande do Sul ocupa o terceiro lugar no ranking de Estados com mais veículos levados pelos ladrões, conforme tabela da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). O curioso é que a frota gaúcha é a quarta em tamanho, com 3,6 milhões de veículos, perdendo para os 4,2 milhões de Minas Gerais. Ou seja, os ladrões gaúchos são mais ativos.
– Proporcionalmente em relação à frota, a ação dos ladrões de carro no Rio Grande do Sul é 150% maior do que no Paraná, Estado que tem tamanho similar. E 200% maior do que em Santa Catarina – diz Júlio Cesar Rosa, vice-presidente do Sindicato das Empresas de Seguro do Rio Grande do Sul.
O resultado, compreensível, é que os gaúchos pagam um dos seguros de veículos mais caros do Brasil. O percentual considerado ideal para uma seguradora é pagar prêmio (indenização) para 0,8% dos carros segurados. No Rio Grande do Sul, o índice varia de 1,5% a 2,3% da frota segurada, um dos mais altos do país (se não o maior), o que resulta em encarecimento da apólice para compensar as perdas das empresas.
Júlio Rosa acredita que há falhas na investigação desse tipo de crime. Ele sugere que o combate ao furto e roubo de veículos volte a ser centralizado pela Polícia Civil, com ampliação da delegacia especializada. Também a apóia numeração das peças, proposta pelo secretário Enio Bacci.
Saiba mais
Do total de carros levados no Estado entre 2003 e 2006, 45,6 mil foram casos de roubo, ou seja, situações em que a vítima ficou na mira de uma arma
Só no ano passado, o roubo de carros cresceu 25% em relação a 2005

Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.