Ladrões ferem delegado da PF em tentativa de assalto na Capital


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 25 de setembro de 2008

Polícia 25/09/2008 Jornal Zero Hora

Ladrões ferem delegado da PF em tentativa de assalto na Capital

Policial reagiu e atingiu um dos assaltantes, que não conseguiram roubar seu carro
Mauro Graeff Júnior mauro.graeff@zerohora.com.br

O delegado da Polícia Federal (PF) Ricardo Nunes, 32 anos, foi baleado durante uma tentativa de assalto às 19h de quarta-feira, em Porto Alegre. Conforme informações da Polícia Civil, Nunes chegava ao Centro Universitário Metodista (IPA), na Rua Casemiro de Abreu, no bairro Rio Branco, quando foi abordado por dois assaltantes que tentaram roubar seu Sandero.

Nunes reagiu e teria atingido um dos ladrões. O delegado levou um tiro que passou pelo braço direito e perfurou o peito. Mesmo ferido, ele ainda tentou perseguir os bandidos, mas não conseguiu. Levado ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), passou por uma cirurgia e depois foi encaminhado à Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Os bandidos não levaram o carro e conseguiram fugir.

Conforme o delegado Abílio Pereira, titular da 10ª Delegacia da Polícia Civil, ainda há poucas informações sobre o caso.

— Pretendemos ouvir o delegado amanhã (hoje) para saber com detalhes o que aconteceu — disse Abílio.

O Instituto-geral de Perícias (IGP) fez a perícia no carro, que teve o vidro lateral do motorista quebrado pelos tiros. Os policiais também seguiram o rastro de sangue deixado pelo criminoso ferido. As marcas foram encontradas até a Rua Dona Laura, a cinco quadras de onde ocorreu a tentativa de assalto. Ninguém havia sido localizado na madrugada de hoje.

Policiais federais acompanharam os primeiros passos da investigação. Embora a tentativa de elucidação do crime fique a cargo dos agentes civis, a superintendência da PF no Rio Grande do Sul admite a possibilidade de ajudá-los.

— Como foi um fato que não envolve serviço, a investigação é competência da Polícia Civil. Mas, se for necessário, poderemos auxiliar. Infelizmente, foi mais um desses assaltos que acontecem todos os dias em Porto Alegre — afirmou o superintendente Ildo Gasparetto.

Segundo Gasparetto, Nunes trabalha em São Borja, na Fronteira Oeste. Há cerca de dois meses, ele assumiu o cargo de delegado. O policial estaria em Porto Alegre a passeio.


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.