Mais carros são furtados


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 7 de outubro de 2008

07 de outubro de 2008 | N° 15751 Jornal Zero Hora

SEGURANÇA

Mais carros são furtados

Segundo policiais a existência de mercado paralelo de peças de veículos mais velhos pode explicar o aumento de 9 deste tipo de crime no mês passado

A cada 30 minutos, um veículo é furtado no Estado. Um terço dos crimes ocorre em ruas e estacionamentos da Capital, segundo as autoridades policiais.

Pelas contas oficiais da Secretaria da Segurança Pública (SSP), dos crimes monitorados diariamente, apenas dois – furto de veículos e extorsão – apresentaram elevação em relação a setembro de 2007. Os demais, como os homicídios, mantiveram tendência de queda.

Curiosamente, o roubo de veículos (quando há violência ou ameaça) caiu quase na mesma proporção de que o furto (veículo é levado sem que o proprietário perceba) aumentou. A explicação pode estar no mercado paralelo de peças de veículos mais velhos, que segue sem regulamentação, apesar de uma lei ter sido aprovada pela Assembléia Legislativa.

Por serem menos protegidos por equipamentos de segurança, esses veículos são levados por criminosos que preferem a mixa (ferro curvo com que se podem abrir fechaduras) ao revólver. Como ocorre longe dos olhos dos donos dos veículos, os crimes permanecem ocultos por mais tempo, facilitando a fuga.

– É um crime sob encomenda. O destino final são os desmanches – explica o delegado Heliomar Franco, da Delegacia de Roubos de Veículos.

Pelo quarto mês consecutivo, há redução nos homicídios. Foram 10 casos a menos do que em setembro de 2007. Mesmo assim, a média é alta: a cada dia, mais de quatro pessoas perdem a vida no Estado.

francisco.amorim@zerohora.com.br

FRANCISCO AMORIM


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.