Médico sofre seqüestro relâmpago em Porto Alegre


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 2 de outubro de 2008

Polícia | 02/10/2008 | Jornal Zero Hora

Médico sofre seqüestro relâmpago em Porto Alegre

Bandidos obrigaram vítima a voltar para casa, roubaram celular, dinheiro e cartões de crédito, mas acabaram presos

Um médico de 55 anos foi vítima de seqüestro relâmpago nesta manhã na zona sul de Porto Alegre. Depois de ser abordado por dois homens, foi obrigado a levá-los até sua casa, onde teve um celular, cartões de crédito e R$ 600 roubados. A dupla e um terceiro comparsa acabaram presos. A vítima não se feriu.

Conforme as primeiras informações da Brigada Militar, por volta das 7h45min, um médico de 55 anos, que preferiu não ser identificado, se deslocava em seu Golf, pela Avenida Oscar Pereira, em direção ao Pronto-Atendimento Saúde Restinga, unidade do Hospital Moinhos de Vento, onde começaria plantão às 8h. Pouco depois do Hospital Parque Belém, foi abordado por Vitor Cristiano de Oliveira, 25 anos, e Fabricio Ferreira dos Passos, 31 anos, que estavam em uma moto, um deles armado. A dupla entrou no veículo e obrigou o médico a voltar para casa, na Rua Madre Ana, uma travessa da Oscar Pereira, no bairro Cascata.

Um comparsa, Paulo Sérgio Pansera Correa, 28 anos, era o encarregado de recuperar a moto, mas acabou preso em flagrante pelo policial militar Armando Lopes Filho, que passava pelo local na hora da abordagem. Filho estava em seu carro, seguindo para o trabalho, no Departamento de Logística e Patrimônio da Brigada Militar. Viaturas do 1º Batalhão de Polícia Militar foram deslocadas para a área.

Na casa do médico, estavam seu pai e a enfermeira que o cuidava. Quando as polícia chegou, os ladrões fugiram pelos fundos, a pé, levando um celular, cartões de crédito e R$ 600. As vítimas não ficaram feridas.

Na tentativa de pular um muro, Oliveira cortou uma das mãos, e Passos machucou o ombro. Ambos acabaram presos. Toda a ação durou cerca de 15 minutos.

A dupla recebeu atendimento no Hospital de Pronto Socorro e foi encaminhada à 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde foi lavrada a prisão em flagrante. Correa também foi conduzido para a 2ª DPPA. Segundo o sargento André Ramos Jacobs, do 1º BPM, nenhum dos três tinha antecedentes.

ZEROHORA.COM


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.