R$ 10 mil por pistas de assaltantes


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 16 de janeiro de 2008

Dezenas de pistas foram repassadas ontem à Delegacia de Roubos sobre o paradeiro dos ladrões que assaltaram o apartamento de um empresário no bairro Mont Serrat, em Porto Alegre, na semana passada.

A vítima, que prefere ter seu nome preservado, criou um serviço de disque-denúncia e promete pagar R$ 10 mil de recompensa a quem fornecer informações que levem à prisão dos bandidos.

Já nas primeiras seis horas em que o serviço entrou em funcionamento, a polícia estava em polvorosa devido ao volume de informes.

– A coisa está fervendo. Entraram muitas ligações – comentou o delegado Guilherme Pacífico, interino na Delegacia de Roubos.

O objetivo do empresário é reaver os bens roubados. Os bandidos levaram jóias, um notebook, cerca de R$ 28 mil em moedas estrangeiras e seis armas entre revólveres e pistolas.

O empresário pagou anúncios em jornais, expondo o retrato falado de dois dos quatro ladrões. As imagens foram produzidas por um agente do Departamento Estadual de Investigações Criminais, a partir das descrições das vítimas.

Pistas estão sendo recebidas por meio de um telefone, entre 9h e 18h.

O empresário garante sigilo absoluto nas informações. Cada informante recebe uma senha para facilitar a identificação em caso de pagamento da recompensa.

O delegado Pacífico considerou a iniciativa positiva, mas garante que a recompensa não vale para policiais.

– Nossa satisfação é ver a comunidade livre desses bandidos – afirmou.

O delegado disse que o empresário terá de criar uma estrutura particular para analisar dicas e descartar eventuais trotes. As informações mais confiáveis são repassadas diariamente à Roubos. Pacífico lembrou que a vítima não poderá fazer investigações particulares. O delegado disse que o caso não é tratado como prioridade.

– Por uma questão de respeito aos demais casos, não haverá privilégios.

O assalto ao apartamento do empresário teve início às 12h40min de sexta-feira. Conforme a Brigada Militar, o motorista da vítima foi rendido por quatro homens nas imediações do condomínio do empresário, na Rua Antônio Parreiras.

O funcionário teve de entrar com o Doblò pela garagem do prédio, levando o bando ao apartamento. O empresário, a mulher dele e três funcionários foram amarrados. Os ladrões recolheram pertences e obrigaram o motorista a ajudá-los a fugir.

JOSÉ LUÍS COSTA

Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.