Roubo de carros atormenta Yeda


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 5 de dezembro de 2006

Antes da posse, governadora foi vítima de crime que preocupa gaúchos

A menos de um mês de assumir o Palácio Piratini, a governadora eleita Yeda Crusius foi vítima, no fim de semana, de um dos crimes que mais atormentam os gaúchos: o roubo de carros. Fazer cair as estatísticas será um dos desafios que a governadora terá na área da segurança.
O Passat de Yeda, roubado no bairro Rio Branco, na Capital, foi um dos 105 veículos levados no sábado no Rio Grande do Sul, segundo registro da Secretaria da Justiça e da Segurança no endereço

www.alertaveiculos.rs.gov.br/sav/.

O roubo de carros (quando há ameaça) é um dos crimes que mais crescem no Estado – aumentou 22,26% no primeiro semestre deste ano relação aos seis primeiros meses de 2005. Por tratar-se de um crime disseminado (em média, 90 carros são levados por dia no Estado), os governantes acabam sendo vítimas naturalmente. Os dois últimos políticos que comandaram o Piratini, Germano Rigotto e Olívio Dutra, foram alvo de ladrões de carros.
No sábado, no momento do assalto, o Passat 1999 era conduzido por um amigo de Yeda. Segundo Delson Martini, 43 anos, relatou à 10ª DP, ele foi abordado por dois homens na Rua Casemiro de Abreu, às 20h.
– Foi um assalto comum e deu a coincidência de ser o carro de Yeda Crusis – diz o chefe da investigação da 10ª DP, Luis Jacques.
Martini acionou a Brigada Militar e teria mencionado que o veículo era da futura governadora. Policiais do 9º BPM, da 10ª DP e do Deic saíram à procura do veículo durante a noite de sábado e o domingo. O carro foi encontrado às 22h de domingo, no Partenon. Ontem pela manhã, Martini foi à 10ª DP depor e buscar o carro.
À tarde, a assessoria de Yeda confirmou que o veículo já estava na garagem do prédio da governadora.

Autoridades na mira
22 de dezembro de 1998 – O Tempra da mulher do vice-governador Vicente Bogo é roubado e encontrado no dia seguinte.
14 de janeiro de 1999 – Três adolescentes rendem dois seguranças do governador Olívio Dutra e levam o Omega do governo. O carro é achado duas horas depois.
9 de fevereiro de 2000 – O carro oficial do presidente da Assembléia, Otomar Vivian (PPB), é levado enquanto o motorista espera o deputado. Em duas horas o Tempra é achado.
13 de dezembro de 2002 – O comandante-geral da BM, Gerson Nunes Pereira, tem o carro roubado por dois ladrões. O Xsara é recuperado meia hora depois.
10 de junho de 2003 – PMs da escolta do vice-governador Antônio Hohlfeldt evitam o roubo do carro oficial matando um ladrão e ferindo outro.
7 de março de 2004 – Ladrões tentam roubar o veículo oficial com um segurança do governador Germano Rigotto. Há tiroteio na frente da residência do governador.
23 de março de 2006 – Três ladrões levam o Siena da deputada federal Maria do Rosário (PT). O carro é reencontrado horas depois.
29 de junho – Dois ladrões roubam um Vectra do comando-geral da BM, encontrado horas depois.
26 de agosto – Ladrão é morto ao tentar roubar o carro do deputado federal Mendes Ribeiro Filho (PMDB).
Jornal Zero Hora – Porto Alegre, 05 de dezembro de 2006. Edição nº 15079


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.