Sequestro cresce 136% em SP no terceiro trimestre deste ano


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 30 de novembro de 2009

Sequestro – Aumento de 136%. 03/11/09

Sequestro cresce 136% em SP no terceiro trimestre deste ano

SÃO PAULO(SP) – A violência aumentou no Estado de São Paulo nos meses de julho, agosto e setembro de 2009 em comparação ao mesmo período de 2008. Dados divulgados na última sexta-feira (30) pela SSP (Secretaria da Segurança Pública) apontam aumento na apreensão de armas e nas ocorrências de crimes como homicídio doloso (com intenção de matar), latrocínio (roubo seguido de morte), estupro e sequestro, entre outros.

Dentre os crimes cujos números são exibidos no relatório, o que mais cresceu foi o de sequestro. Foram 11 casos registrados no terceiro trimestre de 2008 contra 26 no mesmo período em 2009, o que representa um crescimento de 136%. Aumentos expressivos também foram observados nos números de latrocínio (70 ante 80, um crescimento de 14%) e estupro (863 ante 1.311, crescimento de 52%). Os homicídios dolosos, aqueles em que o criminoso tem intenção de matar, aumentaram 3% no período, passando de 1.017 no terceiro trimestre de 2008 para 1.070 em 2009.

Em contrapartida ao crescimento da criminalidade, a Polícia Militar teve menos integrantes mortos na comparação entre os dois períodos. Em 2008, entre julho e setembro, seis PMs morreram em serviço, enquanto no mesmo período de 2009, três PMs morreram nas mesmas condições.

Em nota publicada no seu site, a SSP afirma que, apesar do crescimento de alguns crimes entre os trimestres mencionados acima, nos últimos nove anos o número de homicídios dolosos teve queda de 70%. A nota atambém afirma que a polícia “intensificou as ações de combate aos crimes contra o patrimônio, os que mais atingem a população”.

Fonte: R.7

Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.