ssalto milionário contra dois carros-fortes


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 30 de novembro de 2009

Seg.Valores – Assalto milionário contra dois carros-fortes 09/11/09

Motorista morto em assalto a carros-fortes era empresário no interior de SP

Será enterrado nesta sexta-feira (6) em São Paulo, o motorista morto após ser baleado por uma quadrilha que assaltou dois carros-fortes na Rodovia Anhanguera, em Araras, a 168 km da capital. O empresário Ivo Zanatto Miranda, de 59 anos, morreu na noite de quinta-feira (5). Ele era dono de uma empresa de seguros em Araras e trabalhava como corretor.

A morte do empresário foi durante um assalto a blindados da Prosegur, na Rodovia Anhanguera, no interior do estado de São Paulo. Mais de dez homens armados com fuzis bloquearam a estrada para o roubo. A empresa não informa quanto dinheiro foi roubado, mas funcionários disseram ao G1 que o valor gira na casa dos milhões. Ninguém foi preso.

O corpo de Miranda foi levado ao Cemitério do Araçá, em São Paulo, onde será velado e sepultado nesta tarde. No dia do crime, ele seguia para casa depois de mais um dia de trabalho. A família está inconformada pelo modo como Miranda morreu. “Você fala com a pessoa e daqui a meia hora ela está morta. Não tem palavras para descrever”, disse Mirna Zanatto, filha do empresário.

O empresário viajava todo dia, já que a empresa da qual ele era dono tem escritórios também em outras cidades. Na quinta, por volta de 18h30, ele passava pela Anhanguera, que liga a capital paulista ao interior, quando dois blindados foram interceptados pela quadrilha. Os criminosos estavam em quatro veículos e armados com fuzis e uma metralhadora anti-aérea, segundo relataram as testemunhas.

Primeiro, a quadrilha metralhou os dois carros-fortes. Em seguida, para interromper o trânsito na rodovia e continuar a ação, os assaltantes atiraram nos veículos que vinham logo atrás. O empresário foi atingido dentro do carro e não resistiu.

Um ônibus também foi usado pelos bandidos para bloquear a estrada. “Vimos um carro sair pro canteiro, outro para acostamento, aquele rolo tudo, aí já chegaram atirando em nós, nos pneus”, disse uma testemunha.

“Eles vieram lá de cima, porque o carro-forte não tinha o que eles queriam, depois vieram no carro de baixo onde estava todo o dinheiro”, contou outra pessoa.

Depois da ação violenta, os seguranças se renderam. Para abrir o cofre, os criminosos usaram explosivos. “Em seguida, foram sacando os malotes. Durou de 20 a 30 minutos e já foram embora”, afirmou uma testemunha.

Segundo a Prosegur, os dois veículos estavam retornando à base da empresa em Campinas, a 93 km de São Paulo. Um funcionário ficou ferido com os estilhaços de uma bala.

Fonte: G-1

Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.