Tem alguém na ausculta? Câmbio! – Artigo de Marcos Sousa


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 12 de outubro de 2010

Tem alguém na ausculta? Câmbio!
Aprendemos no artigo anterior a importância do saber escutar (do latim auscultare) para quem deseja obter sucesso na comunicação, negociação, liderança e relacionamentos interpessoais. Vimos que os médicos auscultam seus pacientes com a máxima atenção antes de qualquer julgamento ou decisão. Inclusive lançam mão de equipamentos como estetoscópios para ampliar essa audição. Auscultar vai além do ouvir ou escutar. Agora vamos aprender como auscultar quem nos cerca no dia a dia, sejam eles parentes, amigos, clientes, chefes ou cônjuges.
Você acha que precisa escutar mais do que fala? Você deseja mudar? Ótimo! Continue lendo o texto. Você acha que não precisa escutar mais do que já escuta? Parabéns! Você aprendeu a escutar. Então, será ainda mais fácil aprender a auscultar. Leia esse texto só para ter certeza de que é um bom auscultador.
Qualquer processo de mudança comportamental envolve iniciativa, atenção, comprometimento e persistência para que alcancemos algum tipo de sucesso. Então, tenho um desafio para você. Temos uma semana para aprendermos a auscultar melhor. Darei uma dica para você praticar cada dia da semana. Lembre-se dela por todo o dia, aplicando-a em cada conversa ou encontro. Assim como dunas são formadas grão por grão, construiremos essa nova habilidade auditiva ação por ação, dia a dia. Agora é contigo!
Segunda-feira – Concentre-se em cada pessoa que quiser conversar com você. Da primeira a última, uma por vez. Procure parar o que estiver fazendo, inclusive, silenciar-se quando alguém vier conversar. Lembremos que ausculta é a escuta ativa e silenciosa. Quem fala quer ser ouvido! No trabalho, muitas vezes perdemos horas fazendo algo que não precisava ser feito ou fazemos algo errado justamente por não termos prestado atenção e compreendido o que foi dito.
Terça-feira – Quando o outro estiver falando, evite pré-julgamentos. Atire a primeira pedra aquele que nunca pré-julgou alguém e passou a não levar mais nada em consideração do que foi dito. Algumas pessoas sequer permitem que outros abram a boca. Não alimente estigmas, estereótipos e preconceitos. Todos têm algo importante a dizer! Atenção especial às suas crenças. Nenhuma crença é melhor ou superior do que outra. Cada um interpreta as mesmas experiências de uma maneira diferente. Auscultar o outro também é entender como ele interpreta o mundo.
Quarta-feira – Você não ausculta apenas com os ouvidos. Olhe atentamente nos olhos e boca de quem fala, preste atenção à linguagem não-verbal de seu interlocutor e desenvolva a capacidade de seu cérebro compreender não só a mensagem dita, como a não-dita. Você já viu um iceberg? Você não vê a parte submersa. Na comunicação, a parte submersa é o que não é dito verbalmente. Atenção! As posturas, gestos e expressões faciais são gritos no silêncio da incompreensão.
Quinta-feira – Não interrompa quem estiver falando. Prefira interromper seu diálogo interno, ou seja, aquele diálogo que você tem consigo mesmo, enquanto conversa com alguém. Dê tempo para que a pessoa apresente todas as suas idéias, opiniões e pontos de vista. Só depois formule algo, considerando o que ele disse, seja a favor ou contra. Você terá o direito de falar se permitir que os outros falem. Quando ministro palestras, costumo dizer que “escuto” alguns diálogos internos de alunos que insistem em fazer também a sua própria palestra e concorrerem com a minha.
Sexta-feira – Não se ocupe com o que vai dizer antes de ouvir o que alguém tem a falar. Quantas vezes você já conversou com alguém que estava mais preocupado com o que ia falar em seguida do que em ouvir o que você estava dizendo? Muito delas repetem exatamente o que acabamos de falar, mas em outras palavras. Também não reaja às pessoas. Prefira reagir às suas idéias e opiniões. Não transforme um diálogo num combate feroz.
Sábado – Certifique-se de que entendeu a mensagem. “Se eu entendi bem, você quis dizer… Estou certo?”. Essa é uma frase poderosa que permite regularmos nossa conversa e evitarmos qualquer mal entendido. Você alcança um nível máximo de empatia ao considerar a mensagem e o mensageiro. Trata-se de uma dica poderosa para quem precisa negociar, liderar, motivar e realizar vendas.
Você agora tem seis dicas para treinar na próxima semana. Uma dica por dia. Repita quatro vezes no mês e você notará mudanças em sua vida. Não se apresse em aplicar mais de uma técnica no mesmo dia. Na verdade, eu tenho dicas suficientes para um mês de treino. Prefiro dar-lhe seis dicas para que você as domine totalmente. Pratique!
Você quer saber o que vai fazer no domingo? Ah! Relaxa. Tenho uma brincadeira gostosa para você. Pegue um Walk-Talk ou rádio e treine com alguma criança. Como funciona? Um fala a vontade e termina com a palavra câmbio. Só então o outro fala e diz câmbio. Por quê? O Walk-Talk nos ensina a auscultar. Ninguém pode falar ao mesmo tempo. Você só poderá falar quando o outro encerrar com câmbio. Pense nessa palavra poderosa chamada câmbio. Ela pode fazer muito por você nos relacionamentos pessoais e profissionais. Sempre é bom repetir: tem alguém na ausculta? Câmbio Final!
QAP (Permaneça na “Ausculta”) Amigo!
 
06/10/2010
Marcos Antonio de Sousagraduado em Engenharia Eletrônica e MBA em Administração de Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Especialista em vários cursos nacionais e internacionais de vendas para o mercado de segurança eletrônica. Practitioner em PNL. Atua como consultor de Marketing, Vendas e Estratégia Empresarial para as empresas do ramo de segurança. Consultor da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (ABESE). Conferencista em eventos realizados pela FENAVIST (Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores). Colunista da Associação Brasileira de Profissionais de Segurança (ABSEG). Palestrante nos principais congressos, simpósios e eventos de segurança eletrônica e privada do país. Articulista no Jornal da Segurança e SegNews, nas revistas Proteger, Venda Mais, Infra, Segurança&Cia;, SESVESP, Security, Higi Press (ABRALIMP) e Negócio Fechado (Japão). Autor dos livros: Vendendo Segurança com SEGURANÇA e CONFIDENCIAL – Coletânea de Artigos Sobre Segurança.

Site: http://www.marcossousa.com.br/
E-mail: marcos@consultesousa.com
Telefones: 62-30951615 | 62-8127-9244
MSN: msousa2005@hotmail.com


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.