Um furto ou roubo a cada seis minutos


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 27 de setembro de 2008

27 de setembro de 2008 | N° 15741 Jornal Zero Hora

VIOLÊNCIA

Um furto ou roubo a cada seis minutos

Segundo dados oficiais registrados em ocorrências na Polícia Civil número de furtos e roubos na Capital nos primeiros oito meses do ano chegou a 56028 um a cada grupo de 25 habitantes da cidade

 

A cada seis minutos, uma ocorrência de furto ou roubo é registrada em uma delegacia da Capital.

Só nos primeiros oito meses do ano, foram 56.028 crimes – ou seja, um ataque para cada grupo de 25 habitantes de Porto Alegre. Apesar de ser considerado alto pelas próprias autoridades policiais, houve queda de 6,3% no total de ocorrências em comparação ao mesmo período do ano passado (59.809 crimes). A maior parte dos tipos de roubo e furto apresentou queda significativa.

Pedestres seguem sendo o alvo preferido pelos criminosos. Somados furtos e roubos (quando há violência ou ameaça), foram mais de 18 mil casos registrados. É como se, todos os dias, 75 pessoas fossem atacadas por ladrões em ruas, parques e praças da Capital.

– Espero que com as 43 novas viaturas para a Brigada Militar possamos fazer um enfrentamento melhor contra os criminosos – diz o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Paulo Roberto Mendes.

O número de pedestres agredidos fisicamente durante os ataques é alto. Pelo menos 482 pessoas ficaram feridas e três perderam a vida entre janeiro e agosto. Em outros assaltos em que as vítimas eram mulheres, foram registrados também três estupros.

Com o cerco ao roubo de veículos feito pelas polícias Civil e Militar, o número de casos de assaltos contra motoristas diminuiu. Na contramão, voltou a crescer o furto de veículos: 14%.

Tendência semelhante é verificada no furto em veículo (quando o objetivo do ladrão não é levar o carro, mas acessórios, equipamentos de segurança ou objetos deixados no interior). Se antes a primeira opção era o som do automóvel, agora são os estepes que atraem os criminosos. Segundo a Polícia Civil, foram furtados 404 pneus, contra apenas 244 rádios, nos primeiros oito meses do ano. Em oito meses deste ano, 24 pessoas morreram em assaltos, menos do que os 29 registrados em 2007.

O aumento mais significativo ocorreu no furto de fios na Capital, mais de 300%. A cada dia, pelo menos, duas ocorrências são registradas por esse crime, que resulta, na maior parte das vezes, na interrupção do abastecimento de energia em Porto Alegre.

francisco.amorim@zerohora.com.br

FRANCISCO AMORIM


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.