Vera Cruz tem sinaleira até no chão


por Emir Pinho - Consultor de Seguranca - 51 9967 3306 - ID 9214136 em old / 3 de setembro de 2008


Trânsito | 03/09/2008 | Jornal Zero Hora

Vera Cruz tem sinaleira até no chão

Com a intenção de auxiliar os motoristas, equipamentos com luzes nas cores do semáforo foram instalados ao longo da pista de um dos principais cruzamentos do município do Vale do Rio Pardo

Sâmia Frantz | samia.frantz@zerohora.com.br

Os motoristas de Vera Cruz ficaram sem desculpa para cruzar o sinal vermelho. As cores do semáforo agora podem ser vistas de mais longe.

No meio da pista da Rua Roberto Gruendling, no município de 23,7 mil habitantes do Vale do Rio Pardo, foram instalados tachões luminosos que mudam de cor conforme a indicação da sinaleira. Esse tipo de semáforo seria um dos pioneiros no país.

Ao longo de 70 metros da pista estão distribuídos 14 tachões. Quando a sinaleira está no vermelho, todos ficam dessa cor. O mesmo ocorre com o verde e o amarelo. A mudança na iluminação é possível graças a uma interligação, por meio de um cabo, entre os tachões e o semáforo – a mudança da cor de um implica alteração automática da cor do outro.

O equipamento é um lançamento nacional da empresa JDJ Inteligência Tecnológica, de Vera Cruz, e uma cortesia à prefeitura, que adquiriu os quatro semáforos para o cruzamento com a Rua Rudolfo Wazlawik.

Segundo o diretor da empresa, Jairo Kopp, os tachões aumentam a segurança de motoristas e pedestres, especialmente à noite.

— O dispositivo passou por mais de um ano de pesquisas antes de ser lançado. Ele segue as determinações de tamanho, uso e iluminações do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) — diz.

O secretário municipal de Planejamento, Ailton Trindade da Silva, observa que a Rua Roberto Gruendling, onde foi instalada a novidade, liga Vera Cruz a Santa Cruz do Sul e, por isso, é uma das mais movimentadas da cidade, principalmente pela manhã e no final da tarde.

— É uma região que registra muitos acidentes. Carros e pedestres não conseguem passar com segurança — justifica.

Professor de tópicos avançados em vias rurais e urbanas da Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), João Fortini Albano confirma o inusitado do equipamento:

— Não conheço o dispositivo, mas me parece algo muito interessante para a segurança do trânsito. É uma complementação e um reforço da sinalização, aumentando o campo de visão do motorista.

Segundo ele, estudar a colocação da sinalização, antes de executá-la, é fundamental para evitar ofuscamento ou distração. Após a instalação do dispositivo em Vera Cruz, há cerca de duas semanas, a JDJ Inteligência Tecnológica já iniciou a fabricação de novos conjuntos, para atender a pedidos das prefeituras de Brasília e de outras cidades do nordeste do país.


Tags:


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.