Dicas de segurança para mulheres: Saiba se prevenir de furtos e assaltos na rua, no automóvel ou em casa


por Emir Pinho em Principal / 1 de julho de 2013

Saiba se prevenir de furtos e assaltos na rua, no automóvel ou em casa
* Segunda-feira, 01 de Julho de 2013
Atitudes simples podem reduzir os riscos e garantir a sua segurança

Feverpitch Photography/ Stock Photo
Um momento de desatenção, uma olhada para o lado, e de repente você ouve a frase que sempre temeu: isso é um assalto. Essa situação nada agradável é tema na imprensa todos os dias e motivo de muito temor, principalmente nas grandes cidades. Ainda que seja difícil escapar desse perigo, é possível investir em precauções para aumentar a segurança.

+ Quase metade das mulheres se maquiam ao volante, diz pesquisa

Na caminhada
O ponto de partida para uma caminhada segura é saber e planejar por onde vai passar, para avaliar corretamente se deve ou não carregar bolsas e objetos de maior valor. “A primeira regra é não portar objetos de valor intenso no mercado paralelo. Óculos de sol, relógios, celulares e tênis de marca são moedas de troca fluentes, principalmente no mercado das drogas”, explica Emir Pinho, gestor de segurança pública e consultor de segurança privada. 

Uma boa ideia é ter uma carteira com um valor pequeno, entre R$ 20 e R$ 30, com cópias dos seus documentos e um celular barato para entregar no caso de assaltos, deixando os originais escondidos no corpo. “Não é certeza, mas é efetivo, porque dificilmente o ladrão terá tempo de revistar seu corpo. Tente sempre planejar, porque a indecisão pode ser muito prejudicial”, complementa.

Para aumentar a segurança, evite andar falando no celular ou mandando mensagens de texto. Isso porque você deixa de prestar atenção no que ocorre ao redor. O uso do fone de ouvido também é mais do que desaconselhado, porque tira a percepção de audição e ainda denuncia que você tem um objeto que pode ser caro. “Existem também outras regras, como deixar a bolsa sempre junto ao corpo e à frente, e mochilas também. A atenção deve ser redobrada em grandes aglomerações e ao atravessar as ruas, principalmente em cruzamentos, porque são pontos de grande incidência de assaltos pela facilidade de fuga”, diz Pinho. Ele reforça também que a atenção deve ser triplicada em saídas de bancos.

Vai parar para comprar um café? Então tente já separar esse dinheiro: enquanto você procura pela carteira e separa o valor, fica desatenta e vira um alvo fácil. “Abra carteiras e bolsas apenas em locais reservados. Separe antes o seu dinheiro e o bilhete e não exponha nunca o que há dentro da bolsa”, aconselha o consultor.

No automóvel
O trânsito pede atenção especial e não apenas no momento de parar no sinal. “As mulheres são multitarefa. Falam ao celular, passam batom, cuidam dos filhos, tudo ao mesmo tempo e segurando o volante. Isso expõe a pessoa a riscos externos muito maiores do que se estivesse prestando atenção”, conta Pinho. Enquanto estiver no carro, a dica do profissional é nunca falar ao celular, principalmente com as janelas abertas, não deixar a bolsa exposta no banco do passageiro e ter itens de segurança, como rastreador e alarme. 

Facilitadores que também devem fazer parte do veículo, quando possível, são o ar condicionado e o GPS, para que você evite se perder e entrar em situações de risco. “Sempre que notar a presença de veículos ou motos estranhos muito próximos, procure entrar em postos de gasolina ou locais de alto fluxo”, indica.

Antes de sair do automóvel, Pinho lembra que é preciso fazer um levantamento de risco visual, olhando em volta para notar se parou em um local iluminado e se não existem pessoas suspeitas ao seu redor.

Em casa
O especialista conta que a maior parte dos assaltos ocorrem com o ladrão entrando na casa junto com o morador, por falta de cuidado. “Nunca entre direto em casa, exceto quando você tem certeza de que não há nenhuma situação de risco. É preferível dar uma volta no quarteirão para que se possa fazer esse levantamento”, ensina. A porta da residência também deve ser iluminada e livre de sombras, que são favoráveis aos bandidos. 

Um boa ideia é fazer uso de luzes com sensores de presença, que acabam servindo como um alarme. Outro item que geralmente é escolhido erroneamente é o portão, que nunca deve ser lento. “Muitas vezes as pessoas falham ao colocar um grande aparato de segurança e uma máquina muito lenta para movimentar o portão. Se está aberto, o ladrão tem toda a chance de entrar”, completa.

Ao estacionar na garagem, o mais correto é fazer isso de ré, para que a saída seja facilitada. “Assim você sai rápido e com uma visão privilegiada, o que facilita bastante”, diz Pinho. Os espelhos côncavos, colocados nos limites da casa, também ampliam o ângulo de visão do motorista. “Coloque o cinto de segurança antes de abrir o portão ou depois de sair, porque enquanto o portão estiver aberto é preciso ser ágil e estar muito esperta, sempre alerta”, finaliza.

Lidando com o inevitável
Se mesmo com essas providências ocorrer a abordagem de um bandido, é preciso tentar ficar calma, por mais difícil que isso possa parecer. “Nunca olhe nos olhos do meliante, mostre as mãos e avise antes de fazer todo e qualquer movimento. Não grite, não tente fugir e nem reagir, porque o ladrão sempre tem alguma forma de se valer”, indica o consultor, frisando que a maior parte das mortes ocorrem porque o ladrão se assusta e acaba puxando o gatilho. Olhar demais também pode dar a impressão de que você se lembrará do rosto e aumenta as chances de desespero, colocando a sua integridade física em risco. 

Com o fim da ação, por mais traumática que ela seja, é necessário fazer o boletim de ocorrência. “Tem que fazer o registro do boletim, porque as autoridades se baseiam nesses dados para torná-los oficiais e a partir daí tomar alguma atitude“, explica. 

Naiara Taborda

*Matéria publicada no site www.daquidali.com.br do portal Terra

 


Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Eu quero mais artigos como este!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.